quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Série Poesias: O sonho nosso do dia a dia. (01/10/2015)


Ás vezes, eu imagino que estou em um sonho ruim.
E fico torcendo para acordar a qualquer momento e ver que realmente era um sonho.
Ás vezes me sinto um inútil. Outra vezes um cara totalmente abandonado.
Mas será que isto é a minha mente apenas?

Não sei, talvez não me adapto a esta maneira de ser.
O mundo anda totalmente diferente.
As pessoas estão cada vez mais solitárias e egoístas.
E se importar com o próximo, como é que fica.

Esta cidade é muito fria.
Olho para os lados e vejo tudo cinza.
Fecho os olhos e quando abro vejo apenas o meu teto.
E começa mais um dia, igual ao anterior.

O mundo de hoje é formado por robôs.
Todos sempre iguais, parecem que estamos sendo controlados.
Quanto tempo seremos assim.
Quanto tempo aguentaremos viver assim.